Páginas

25 de março de 2010

Vida após Sala de Aula

Existem muitos sites e blogs que falam sobre vida após a morte.


Mas e sites e blogs sobre vida após sala de aula? Este ainda é um assunto delicado, porém, cada vez mais, os alunos têm tido a preocupação de encontrar professores fora da escola. Já não basta ter que vê-los todos os dias, ainda ter que encontrá-los passeando com a família! Aí é demais!
Como todos sabem, pode ser uma experiência muito traumatizante encontrar um professor na praia, por exemplo. Ver um professor de sunga ou uma professora de biquíni pode ser uma daquelas experiência que te levarão a um psicólogo. Uma recuperação total? Improvável.
Professores com vida pós sala de aula é terrível!


Ouvi uma vez - e se você tiver estômago fraco, não leia! - um relato de uma aluna que estava passeando calmamente, sem preocupações pela rua, quando viu seu professor andando de bicicleta...SEM CAMISA!!!!
Quero dizer, pode-se esperar que ela viva normalmente depois disso?
Os alunos andam assustados, e não é pra menos.
Antigamente os professores não eram amigos, mas também não os víamos por aí fazendo...coisas...normais. É um absurdo!
Pensei, então, em uma solução. Se todos nos juntarmos e fizermos uma abaixo-assinado pra NASA, podemos pedir pra eles construírem robôs-professores. Seria perfeito! Com toda a tecnologia deles, conseguiriam criar réplicas quase perfeitas de professores, e o melhor: sem vida após sala de aulas.
Vamos, venham comigo nessa luta para o bem da nossa sanidade mental!!!! \o/

P.S.: As informações sobre o abaixo-assinado eu passarei por email para os interessados. ;)

Agora, um assunto sério de verdade: Nestlé.
A Nestlé produz os chocolate Kit Kat com óleo de dendê vindos da Indonésia.


Até aí, tudo bem. Mas o problema é que as empresas de quem eles compram o óleo destroem as florestas tropicais da Indonésia, onde vivem os Orangotangos. Além disso, também eliminam gases que causam o efeito estufa, que, como todos sabemos, é uma das causas do aquecimento global.
O Greenpeace está tentando criar juízo no pessoal da Nestlé, e todos nós podemos ajudá-los nisso. Basta entrar nesse link (http://greenpeace.org.br/kitkat/) e participar, pedindo pra Nestlé parar de comprar produtos da Sinar Mas.
Faça a sua parte, já fiz a minha! ;P

Uma propaganda legal do Greenpeace contra a Nestlé:

2 comentários:

pH disse...

Realmente é traumatizante se o tal professor sem camisa parece um guaxinim. Mais tenso de que isso seria vê-lo de sunga num parque aquatico. GRaças a Deus num fui pra Fortaleza =D

Mas eu ja vi um certo professor também sem camisa, coçando a barriga e encostado num poste em frente à casa da sogra.

♥.♥ Eco na lua ♥.♥ disse...

Gésuiz! Tem coisas que simplesmente não deviam existir, né, Paulo??
suahsuahsuahsuhsuahusa