Páginas

3 de maio de 2010

Wake up to the blue sky Grab your shades and let's go for a ride (8)

As multidefinições do Ônibus.

Em muitas cidades os tranportes públicos são tão bons que todos e qualquer um andam de ônibus, mesmo tendo carro. Curitiba é um exemplo [valeu, Carol, pela informação].

Já em Aracaju... Não é bem assim. Pra ir pra UFS mesmo só tem um ônibus novo, todos os outros estão caindo aos pedaços. E quando eu digo "todos os outros"... não são tantos assim. Não pra quantidade de alunos que tem Universidade. E nós, pobres coitados universitários, temos que ir espremidos feito sardinhas em lata. Imagina 4 anos assim? Tem que ter muita força de vontade mesmo.
Mas o que eu tenho notado ultimamente é que as pessoas (e me desculpem dizer isso, mas é verdade... PRINCIPALMENTE AS POBRES)  têm vergonha de andar de ônibus. Bem, pelo menos eu acho que é por isso que elas os chamam de "carro". Sério! Já me pergutaram: "Ei, qual carro pego pra ir pra tal lugar?"
"Hum... carro? Isso é ônibus, minha filha! Se eu tivesse carro, tava nele agorinha e não aqui!" Mas é claro que eu não disse isso. Porque eu sou educada. Mas era a minha vontade.
Hoje, então, foi o CÚMULO! Tinha uma menina do meu lado no ônibus falando no celular com alguém, e a conversa era mais ou menos assim,
Menina: Oi, tô chegando, já tô no motoboy. Tô no motoboy, tô chegando. TÔ CHEGANDO, TO NO MOTOBOY!!!
Eu não sabia que motoboys conseguiam carregar tanta gente de uma vez. =O A moto tava lotaaada! Acredita que eu fui em pé na moto? Meniiiina, sou equilibrista ou o que? Ha ha.
Bom, eu acho demais você ter tanta vergonha assim de pegar ônibus. Aliás, acho super normal andar de buso, principalmente nós, adolescentes pobres e sem carro, cujos pais não podem nos servir de motoristas pra sempre. Diz se não é?
Então, se você é um desses envergonhados, não seja. Estamos juntos na lata de sardinha nessa. ;)

6 comentários:

misuenos disse...

por nada. por enquanto eu ainda forneço informação de graça! eu to tao orgulhosa de andar de busão..mas já me disseram q esse orgulho dura pouco! mas bem que podia ter uns busos mais chics e modernos, neh não? puro glamour! kkkk

Ana Lúcia disse...

Na minha época de faculdade, eu tive o problema da lata de sardinha durante os 4 anos tb, mas ninguém chamava ônibus de carro ou de moto, onibus era onibus,e olha que eu andava de Penha Lapa, a pior linha da época em São Paulo. Andar pendurada na porta era comum. Mas não se preocupe, eu sobrevivi e vc tb vai sobreviver

Marina Amancio disse...

chamar onibus de carra e moto é o fim da picada, eu anda de buzão todia 3 horas por dia e só reclamo do cheiro do buzão que é uma tristeza mais o resto e resto.

The C disse...

o triste é que é muita gente pra pouco espaço... a passagem é cara, o ônibus é ruim e o motorista é louco... por R$2,10, o ônibus tinha que ser novíssimo e com ar condicionado...

The C disse...

ah sim... eu leio seu blog ;D

jujupekenaa disse...

TÔ CHEGANDO, TO NO MOTOBOY!!!

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
eu juro pra vc q eu rir do começo ao fim ate chorar. kkkkkk
=]