Páginas

19 de janeiro de 2011

Dear John

Geralmente não gosto quando, ao adaptarem um livro para as telonas, eles mudam coisas importantes. Mas no caso de "Querido John" não me incomodei muito. Primeiro vi o filme e depois li o livro. Mas isso não interferiu no meu julgamento. O negócio é que o fim do filme é mais feliz. Ou, pelo menos, fica subentendido que ele é feliz. Já no livro... Bom, o negócio é: adorei tanto o filme quanto o livro, em igual proporção e de maneiras diferentes. Recomendo os dois, pois ambos tratam de amor, verdadeiro e puro. Fora que Savannah é hilária, inteligente e John é tão forte e suscetível ao mesmo tempo. Fala sobre aceitar as diferenças e como o amor dura apesar do tempo. E - o que realmente me chamou atenção - fala também de cartas.
Vale a pena ler, vale a pena assistir.
Fica a dica.

5 comentários:

Juuh Arruda disse...

turururu.. eu vou ler

dani disse...

Gente, morri com akele cookie ali embaixo...rssssss

Eu leria mais...se tivesse mais tempo. Se não precisasse dormir...rss...
Beijos na testa.
dani

Marina Amancio disse...

Então eu só vi o filme, mais o final foi muito ruin O_O
mais o filme é lindo.
tenho que ler o livro u.ú

Ana Lúcia disse...

Vi o filme e chorei muito, por isso ão vou ler o livro. Não quero chorar mais.

misuenos disse...

deve ser massaa :)